quinta-feira, 30 de julho de 2020

Prefeito de Natal recua e suspende reinício das aulas presenciais em 10 de agosto

Aulas presenciais seguem suspensas nas escolas particulares de Natal — Foto: Raul Santana/Fiocruz
Aulas presenciais seguem suspensas nas escolas particulares de Natal — Foto: Raul Santana/Fiocruz
O prefeito de Natal, Álvaro Dias, voltou atrás da decisão de autorizar o reinício das aulas presenciais nas escolas particulares da capital potiguar a partir de 10 de agosto e, na rede pública, em 14 de setembro. Em nota enviada à imprensa na noite desta quarta-feira (29), afirmou que recebeu "solicitações de pais, professores e gestores preocupados com as possíveis consequências que a volta às aulas poderia ocasionar na saúde dos seus filhos e alunos", por causa da pandemia do novo coronavírus. Uma nova data para a retomada das aulas não foi anunciada.
A medida anterior, que liberava o retorno das aulas presenciais, foi tomada em reunião realizada na noite de terça-feira (28) e confirmada pela prefeitura na manhã desta quarta-feira, e contou com o parecer favorável do Comitê Científico municipal. Segundo informações da prefeitura, o comitê levou em consideração a curva decrescente no número de casos e óbitos por Covid-19, bem como a taxa de contágio que também está em queda.
O prefeito Álvaro Dias chegou a afirmar que "é mais do que necessária a retomada das aulas, seguindo todas as recomendações de segurança, com as escolas se preparando e tomando os devidos cuidados".
Na nota em que anunciou a suspensão do reinício das aulas, a prefeitura destaca que continuarão "em observação os dados epidemiológicos na cidade e a definição de protocolos para a volta às atividades escolares, sempre com a máxima preocupação com a preservação da vida humana".
Nota à imprensa
Em razão de solicitações que recebeu durante todo o dia de pais, professores e gestores preocupados com as possíveis consequências que a volta às aulas poderia ocasionar na saúde dos seus filhos e alunos, embora tenha tido um posicionamento, com base em dados estatísticos e epidemiológicos, a princípio favorável do comitê científico municipal, o prefeito Álvaro Dias, sensível aos apelos lhe foram dirigidos, decidiu postergar a definição da data de retorno das aulas presenciais. Até lá, seguem em observação os dados epidemiológicos na cidade e a definição de protocolos para a volta às atividades escolares, sempre com a máxima preocupação com a preservação da vida humana, como tem sido pautada a atuação da Prefeitura no enfrentamento à Covid-19 desde o início da pandemia.

Fonte: G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário