sábado, 25 de abril de 2020

'Sofri muito e não desejo para ninguém', diz idoso recuperado da Covid-19 após 12 dias internado no Paraná

Getúlio Oro, de 70 anos, deixou o hospital sob aplausos após 12 dias internado com a Covid-19, em Dois Vizinhos — Foto: Hospital Pró-Vida/Reprodução
Getúlio Oro, de 70 anos, deixou o hospital sob aplausos após 12 dias internado com a Covid-19, em Dois Vizinhos — Foto: Hospital Pró-Vida/Reprodução
"Foram dias de calvário, sofri muito e não desejo para ninguém!", disse Getúlio Oro, de 70 anos, sobre ser infectado pelo novo coronavírus. Ele ficou internado por 12 dias no Hospital Pró-Vida, em Dois Vizinhos, no sudoeste do Paraná, e se recuperou da Covid-19.
Ao som da música gaucha, que tanto gosta, e dos aplausos da equipe médica, ele deixou o hospital neste sábado (25). Assista ao vídeo acima.
"A gente está vendo várias pessoas sendo enterradas em valas comuns e a família não pode fazer nem um velório. Pelo amor de Deus! Isso é muito triste no Brasil e no mundo. Poder sair bem daqui foi uma grande vitória, é muito emocionante", revelou.
Emocionado ao sair do internamento, o paciente agradeceu os funcionários do hospital deixando um bilhete. 
Em entrevista ao G1 ele contou que não sabe onde foi infectado, pois é representante comercial e tinha contato com muitas pessoas. Agora, está em isolamento social com a esposa e recomenda a quarentena.
"Tem muita gente falando bobagem, dizendo que isso não existe e que é uma gripe simples. Cheguei a discutir com pessoas ignorantes que não acreditavam na doença. Se esse vírus não matar, ele deixa a vida muito sofrida."
O representante comercial é diabético e hipertenso. Apesar de todo cuidado da equipe médica, segundo Oro, o período de tratamento foi difícil e deixou algumas marcas no corpo dele.
"Agora estou bem, mas saía sangue do nariz, eu tinha muita tosse e coriza", contou.
Recomendações
Depois da experiência diante da Covid-19, ele faz questão de orientar a todos que pode para prevenir a infeção.
"As pessoas devem se precaver, usar máscara, usar álcool gel, manter o distanciamento. Porque se pegar como eu peguei, a vida vai ser complicada", destacou.
Para as pessoas da terceira idade a recomendação é ainda mais importante:
"Os idosos, principalmente, fiquem em casa! Tomem seu chimarrão e fiquem de boa, porque a vida é preciosa!"

Fonte: G1 PR

Nenhum comentário:

Postar um comentário