terça-feira, 17 de março de 2020

Vice-presidente do Comitê Olímpico Japonês é infectado por coronavírus

Imagem de Kozo Tashima no dia 9 de abril de 2018 — Foto: Toshifumi Kitamura/ AFP
Imagem de Kozo Tashima no dia 9 de abril de 2018 — Foto: Toshifumi Kitamura/ AFP
Um dos dois vice-presidentes do Comitê Olímpico do Japão, Kozo Tashima, anunciou nesta terça-feira (17) que apresentou resultado positivo para o novo coronavírus, em um contexto de dúvidas crescentes sobre a celebração dos Jogos Olímpicos de Tóquio em julho e agosto devido à pandemia.
O Comitê Olímpico Internacional afirmou nesta terça-feira (17) que se mantém comprometido com os jogos deste ano em Tóquio.
"Hoje meu resultado para o teste do novo coronavírus deu positivo", afirmou Tashima, em um comunicado divulgado pela Associação Japonesa de Futebol, que ele preside.
O Japão tem 833 casos de coronavírus, segundo a universidade dos EUA Johns Hopkins. Houve 28 mortes no país.
Os organizadores da Olimpíada de Tóquio seguem com a cerimônia da tocha olímpica, apesar da ameaça do Covid-19.
Ela deve chegar ao país a sexta-feira, vinda da Grécia, e deverá ser levada pelo país durante quatro meses, até 26 de março. A abertura dos jogos está prevista para o dia 24 de julho, no estádio nacional de Tóquio.
Toshiro Muto, o diretor-executivo do comitê olímpico, disse que será permitido às pessoas permanecer nas laterais das ruas para ver a tocha passar.
A primeira etapa é em Fukushima, cidade que foi devastada por um terremoto, um tsunami e um acidente em três reatores nucleares em 2011.
Muto pediu comedimento e avisou que a cerimônia da tocha pode ser interrompida ou adiada. Ele, no entanto, não especificou qual é o tipo de contenção que ele pede das pessoas. Afirmou que é preciso evitar multidões, mas não definiu o que configura uma.
Na semana passada, na Grécia, a cerimônia foi cancelada no segundo dia.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário