sábado, 14 de março de 2020

Teste de coronavírus de Trump tem resultado negativo

O presidente dos EUA, Donald Trump, durante pronunciamento sobre coronavírus no jardim da Casa Branca, na sexta-feira (13) — Foto: AP Photo/Evan Vucci
O presidente dos EUA, Donald Trump, durante pronunciamento sobre coronavírus no jardim da Casa Branca, na sexta-feira (13) — Foto: AP Photo/Evan Vucci
O teste do resultado de coronavírus feito pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, teve resultado negativo. Ele fez o teste na noite de sexta-feira e o resultado foi divulgado na noite deste sábado (14) pela Casa Branca.
Um memorando em nome do médico do presidente, Sean P. Conley, diz que, uma semana após participar de um jantar em Mar-a-Lago no qual esteve um brasileiro que está com Covid-19 (o secretário de Comunicação do Planalto, Fábio Wajngarten), Trump continua sem apresentar sintomas.
Na quinta, em uma entrevista coletiva, Trump disse que não estava preocupado pela contaminação de Wajngarten, que estava na comitiva brasileira que se encontrou com ele no fim de semana.
Depois de Wajngarten, confirmaram-se ainda os diagnósticos de Covid-19 do encarregado de negócios do Brasil em Washington, Nestor Forster, e do senador Nelsinho Trad (PSD-MS), que estavam no mesmo grupo com o presidente brasileiro Jair Bolsonaro.
Na sexta, Trump ponderou, dizendo que poderia fazer o teste após ter estado em contato com muitas pessoas que foram diagnosticadas com o vírus. Posteriormente, o médico da Casa Branca afirmou que ele não precisaria se submeter ao exame porque não tinha sintomas.
O presidente brasileiro também teve resultado negativo em seu teste, realizado antes do de Trump. Na sexta-feira, ele anunciou o resultado em redes sociais. Em seguida, deixou a residência oficial do Palácio da Alvorada no início da tarde e voltou a trabalhar no Palácio do Planalto.
Bolsonaro, porém, deve ser submetido a um novo teste, informou à TV Globo o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Enquanto o novo exame não é realizado, o presidente deve ser monitorado no Alvorada.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário