quarta-feira, 18 de março de 2020

Peru permite retirada de brasileiros, mesmo com fronteiras fechadas por causa do coronavírus

Brasileiros no Peru não conseguem voo de volta ao Brasil e estão 'presos' em aeroporto — Foto: Arquivo pessoal
Brasileiros no Peru não conseguem voo de volta ao Brasil e estão 'presos' em aeroporto — Foto: Arquivo pessoal
O Peru autorizou, nesta terça-feira (17) a retirada de estrangeiros que estavam no país quando as fronteiras foram fechadas e ficaram lá sem poder sair. O governo do país fez isso por causa da pandemia de Covid-19, o coronavírus.
Um grupo com cerca de 50 brasileiros em Cusco, no Peru, foi impedido de voltar para o Brasil.
Em nota em uma rede social, a embaixada do Brasil afirmou que negocia com companhias aéreas um voo para tirar brasileiros retidos no Peru.
O Itamaraty (Ministério das Relações Exteriores) estava em contato frequente com os cidadãos brasileiros que procuraram a embaixada.
Turistas brasileiros relataram que hotéis e comércio foram fechados por causa da pandemia.
Uma das brasileiras retidas em Cusco é Fernanda Eliopoulos. Ela viajou para o país com uma amiga no dia 7 de março. As duas estão no Aeroporto Internacional Alejandro Velasco Astete junto com os outros brasileiros que não conseguiram embarcar. “Fomos pegos totalmente de surpresa. Avisaram pela manhã [de segunda-feira]. Vamos ter que ficar até o dia 1º de abril. Mas não tem hotel. Está tudo fechado", afirmou ao G1.
“O comércio de Cusco está fechado. A situação está desesperadora. A gente já entrou em contato com a embaixada e aguardamos uma solução para sermos tirados daqui”, falou o capixaba Max Miller Miranda dos Santos. Segundo ele, há grávidas e crianças no grupo.
Portas fechadas
Diversos países sul-americanos fecharam suas fronteiras temporariamente com o objetivo para reduzir os riscos da pandemia de coronavírus.

Fonte: G1 

Nenhum comentário:

Postar um comentário