sábado, 14 de março de 2020

Governo suspende visitas nos presídios do Rio Grande do Norte por causa do coronavírus

Penitenciária Estadual de Alcaçuz fica em Nísia Floresta, na Grande Natal, e é a maior unidade prisional do estado — Foto: Pedro Vitorino
A Secretaria da Administração Penitenciária (Seap) do Rio Grande do Norte suspendeu até o dia 31 de março as visitas sociais, a assistência religiosa e qualquer outro serviço de atividades educacional ou social nos presídios do Estado. A medida foi anunciada nesta sexta-feira (13) e o motivo é o novo coronavírus.
A intenção é evitar possível contágio do Covid-19. Segundo a Secretaria, a suspensão visa a garantir a segurança dos servidores, dos internos e seus familiares. Apesar de estabelecer o prazo para o fim da medida, a pasta adianta que pode haver uma renovação.
O secretário da Administração Penitenciária, Pedro Florêncio Filho, explica que o ambiente prisional tem grande circulação de pessoas e, em países onde a epidemia se espalhou, os presídios viraram foco da doença. “Orientamos aos policiais penais sobre os protocolos a serem seguidos e estamos agindo preventivamente”, disse.
A Seap elaborou um protocolo de prevenção e controle de enfrentamento do novo coronavírus no sistema penitenciário, seguindo orientações do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde. Uma campanha está sendo realizada com os policiais penais para repassar informações, orientações e cuidados sobre o Covid-19.
O sistema penal potiguar tem cerca de 10 mil detentos em 17 unidades e recebe 30 mil visitas por mês.

Fonte: G1/RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário