domingo, 15 de março de 2020

Alerj votará revogação de condecoração dada a ex-PM Adriano da Nóbrega

Foto: divulgação
A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) deve votar nesta terça-feira (17) a revogação da resolução que concedeu a Medalha Tiradentes —principal condecoração da Casa— ao ex-policial Adriano da Nóbrega.
O miliciano, que estava foragido da Justiça, morreu em suposto confronto policial na zona rural de Esplanada, a 170 km de Salvador, no dia 9 de fevereiro.
A informação da revogação foi publicada pela coluna do jornalista Ancelmo Gois, no jornal O Globo, e confirmada ao UOL pela deputada Renata Souza (PSOL), uma das autoras do pedido. O documento também é assinado por Dani Monteiro e Mônica Francisco, também do PSOL.
“Fizemos o pedido de revogação no ano passado”, explicou Renata à reportagem, informando ter recebido o apoio de outros deputados. “Inclusive cheguei a falar com um deputado do PT e do PCdoB”, acrescentou.
Adriano foi expulso da PM do Rio em 2014. Antes disso, em 2005, o então primeiro-tenente foi homenageado em projeto de resolução de Flávio Bolsonaro, então deputado do PP.
Na época da condecoração, o ex-PM estava preso preventivamente pelo homicídio de um guardador de carros. Em 2003, Flávio Bolsonaro ainda apresentou uma moção de louvor na Alerj em favor de Adriano.

Fonte: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário