quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Acusado de matar e ferir duas pessoas em festa na cidade de Mossoró é condenado a 13 anos de prisão

O Tribunal do Júri Popular de Mossoró, julgou nesta quarta feira 6 de novembro de 2019, o réu Jackson Monteiro da Silva, conhecido como “Boy Doido”, de 23 anos acusado de homicídio e tentativa de homicidío.
Ele foi julgado pelo homicídio consumado de Guilherme Laureano Venceslau de Oliveira e pelo homicídio na forma tentada contra Marcos Antônio Fernandes de Brito, crimes ocorridos em junho de 2015 na Estação das Artes durante os festejos do Mossoró cidade junina.
As vítimas estavam com amigos conversando e bebendo nas festividades do MCJ do dia 24 de junho de 2015, quando por volta de 01h00min da madrugada, quando teve o desentendimento entre o acusado e as vítimas.
Os ânimos foram contidos devido intervenção dos agentes da Guarda Civil, mas na saída da festa, o réu esfaqueou Marcos Antônio e Guilherme Laureano. Guilherme não resistiu e acabou morrendo, enquanto que Marcos Antônio sobreviveu ao atentado.
O Conselho de sentença acatando a tese de Ministério Público, decidiu por condenar o réu. Jackson Monteiro foi condenado a 13 anos de prisão, pena que será cumprida inicialmente no regime fechado da penitenciária Mário negócio em Mossoró.
Atuaram em plenário nesta sessão do Tribun al do Juri Popular, o Dr. Ítalo Moreira Martins, na acusação, representando o MPRN, o advogado Justino Dutra, na defesa e o juiz Vagnos Kelly na presidências dos trabalhos.

Fonte: Fim da Linha

Nenhum comentário:

Postar um comentário