segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Posto de combustível e caminhão são incendiados no 11º dia de ataques no Ceará

Criminosos atearam fogo em um posto de combustível desativado e em um caminhão na madrugada desta segunda-feira (30), 11º dia seguido de ataques coordenados por uma facção. Os crimes ocorreram em Maracanaú e em Fortaleza, respectivamente, e ninguém ficou ferido.
As bombas de abastecimento do posto foram incendiadas, mas estavam sem combustível e não houve explosão ou incêndio de grande proporção. As vidraças da loja de conveniência também foram destruídas.
O Ceará registra 109 ataques criminosos em 27 cidades desde 20 de setembro, principalmente com fogo em veículos e prédios públicos. Desde sexta-feira (27), após uma operação policial com 44 suspeitos presos e a transferência de presos que ordenam a onda de violência, o número de crimes vem diminuindo.
O histórico dos últimos crimes mostra também que os alvos mais comuns dos criminosos mudaram para veículos particulares, após reforço da segurança nos prédios públicos e ônibus coletivos.
147 presos
A Secretaria da Segurança Pública totaliza o número 147 pessoas capturadas por suspeita de envolvimento nas ações, sendo 114 adultos e 33 adolescentes.
Segundo o secretário da Segurança do Ceará, André Costa, a onda de violência é uma reação de detentos que querem a volta de "regalias" nos presídios do estado. Mais de 500 presos membros de facções criminosas já foram transferidos de penitenciárias estaduais na tentativa de desarticular a organização responsável por ordenar e executar os atentados. Um deles é o paraibano.
Entre terça e quinta-feira, quando os ataques eram mais frequentes, a frota de ônibus de Fortaleza foi reduzida e circulou com policiais no interior dos veículos. O itinerário foi alterado para evitar circular em bairros onde os crimes são mais frequentes.

Fonte: G1 Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário