quarta-feira, 24 de julho de 2019

Ceará registra mais de 100 tremores de terra nesta quarta-feira; 'a cama balançou' diz moradora

Moradores de Madalena disseram que as casas ficaram com rachaduras após os tremores.   — Foto: Ednaldo Rodrigues/Arquivo Pessoal
Moradores de Madalena disseram que as casas ficaram com rachaduras após os tremores. — Foto: Ednaldo Rodrigues/Arquivo Pessoal
O Sertão Central do Ceará registrou pelo menos 102 tremores de terra durante esta quarta-feira (24), de acordo com o Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN), que monitora os eventos. Os abalos foram sentidos nos municípios de Quixeramobim, Madalena e Boa Viagem.
Moradores dessas cidades relataram ao G1 que algumas casas ficaram com rachaduras durante os tremores. Os móveis também chegaram a balançar e assustaram populares.
O morador Ednaldo Rodrigues da comunidade de Vila Angelim, na zona rural de Madalena, ficou com rachaduras em vários compartimentos da casa. Ainda segundo Ednaldo, toda a comunidade ficou apavorada durante a madrugada. O medo é que os tremores continuem e o prejuízo possa ser maior.
"Eu acordei com um forte barulho. Telhas balançando, cama tremendo. A gente ficou com medo né. Não dormimos mais. Foi aproximadamente uns 5 a 6 tremores só hoje na madrugada. Acho que 70% das casas estão quebradas, algumas mais e outras menos", acrescentou.
Já a agricultora Ana Claudia também moradora de Madalena lembrou que ficou com medo durante toda a madrugada. "Eu estava acordada, escutei um estrondo, a cama balançou. Fiquei com medo", disse.
Alerta
O Laboratório Sismológico da UFRN acionou a Defesa Civil dos municípios atingidos já que, segundo os especialistas, não há como prever como a atividade sísmica vai progredir. A Defesa Civil do Ceará informou que as equipes das cidades de Quixeramobim, Madalena e Boa Viagem estão atentas e disponíveis para qualquer eventualidade nas comunidades.
De acordo com o Laboratório Sismológico, a maioria dos 102 tremores registrados desde a madrugada até 8h são de baixa intensidade. O maior abalo registrado pelo laboratório foi de magnitude 2,5, ocorrido às 2h46 na cidade de Boa Viagem.
"A região de Quixeramobim vem apresentando tremores desde o começo do ano, mas as atividades símicas tinham diminuído, mas a terra voltou a tremer com frequência nessa madrugada." explicou o geofísico Eduardo Menezes.
Como se prevenir
De acordo com o Francisco Brandão, responsável pelo setor de sismologia de atividade sísmica da Defesa Civil do Estado, o órgão vem fazendo trabalho de orientação com a comunidade de como se comportar antes, durante e depois dos abalos.
Uma orientação simples, mas que faz a diferença na hora de um tremor é que o morador pode ficar embaixo de uma mesa para evitar que telhas caiam em cima da pessoa. Caso ocorra outro abalo a orientação é que o morador saia de casa e procura áreas livres "um campo de futebol por exemplo", disse.

Fonte: G1 Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário