terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Homem é preso por aliciar sexualmente menina de 13 anos em Natal

Adolescente de 13 mostrou mensagens de aliciador de 27 anos à mãe  — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi
Adolescente de 13 mostrou mensagens de aliciador de 27 anos à mãe — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi
Um homem de 27 anos foi preso em flagrante aliciando uma adolescente de 13 anos em um shopping da Zona Sul de Natal, nesta segunda-feira (14). Um policial foi chamado por familiares, que monitoraram o suspeito.
Os contatos do homem com a menina começaram por uma rede social. Como não conseguiu resposta dela, ele conseguiu o telefone da adolescente começou a trocar mensagens com ela por um aplicativo.
Após tentar seduzir a adolescente, a moça chamou a mãe e mostrou a conversa. A família percebeu que o homem queria marcar um encontro íntimo e inclusive ter relações sexuais com a adolescente. A mãe da vítima se passou por ela e marcou o encontro em um shopping. 
A adolescente foi ao shopping e era monitorada pelo padrasto, que também chamou um PM disfarçado. O soldado Ildo Ferreira, que trabalha na Operação da Lei Seca estava de folga, no mesmo local e realizou a prisão em flagrante.
O policial afirmou que o homem levou a menina para uma lateral do shopping, que fica mais escura à noite. "Ela foi andando em direção à parada de ônibus. Ele veio por trás e passou a mão no ombro dela. Ai nós conseguimos detê-lo", disse. "Era conversa pesada, pornografia pura", classificou o policial, que teve acesso à troca de mensagens.
 A prisão deu alívio à família da moça. A adolescente contou que o homem mentiu a idade, para parecer mais novo, e disse que sabia que ele era pedófilo, após conversas com a mãe. 
O suspeito disse à polícia que joga o nome de meninas nas redes sociais e clica nas fotos de crianças e adolescentes. Após conseguir o telefone das menores, ele entra em contato através do aplicativo WhatsApp.
A Polícia Civil pede que se há alguma vítima, criança ou adolesente que foi aliciada de forma parecida, procure uma delegacia junto com os pais, para tentar reconhecer o suspeito preso.

Fonte: G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário