quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Suspeitos de ajudarem em fuga em massa de presos vão para o PB1, após audiência

Presídio de Segurança Máxima foi atacado na madrugada da segunda-feira (10), em João Pessoa — Foto: Walter Paparazzo/G1
Presídio de Segurança Máxima foi atacado na madrugada da segunda-feira (10), em João Pessoa — Foto: Walter Paparazzo/G1
Parte do grupo suspeito de ajudar na fuga de mais de 90 detentos da Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves Abrantes, o PB1, preso na segunda-feira (10), foi levada para o próprio PB1, na tarde desta quarta-feira (12), em João Pessoa, após uma audiência de custódia. A fuga aconteceu após um ataque e resgate, na madrugada da segunda-feira.
De acordo com o Núcleo de Audiências de Custódia do Fórum Criminal, todos os cinco homens que passaram pelas sessões nesta quarta-feira (12) foram encaminhados para o PB1. Já uma mulher, que passou por audiência nesta terça-feira (11), foi levada para o Centro de Reeducação Feminina Maria Júlia Maranhão, em João Pessoa.
Na segunda-feira, 10 pessoas foram presas enquanto estavam hospedadas em um flat localizado na orla de Manaíra, na capital paraibana. Com o grupo, foram apreendidas seis armas de fogo, entre essas, um fuzil. No entanto, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), quatro mulheres foram liberadas.
Na noite do mesmo dia, uma casa que, segundo a Polícia Militar era usada como ponto de apoio pelo grupo, foi localizada. Dentro da casa, foram apreendidos drogas, uma caminhonete roubada, munições e colete balístico.
Ainda de acordo com a Seap, até as 16h50 desta quarta-feira (12), 45 pessoas que fugiram do PB1 na segunda-feira haviam sido recapturadas.

Fonte: G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário