quarta-feira, 30 de maio de 2018

Grupo agride repórter cinematográfico e auxiliar da EPTV na Rodovia Anhanguera, em Leme

Uma equipe de reportagem da EPTV Central, afiliada da TV Globo em São Carlos, foi agredida por um grupo na tarde desta quarta-feira (30), na Rodovia Anhanguera (SP-330), em Leme (SP). Um repórter cinematográfico e um auxiliar de externa ficaram feridos após serem atingidos com socos, pontapés e pauladas. O auxiliar foi socorrido pelo resgate da concessionária Intervias. Um boletim de ocorrência foi registrado e a polícia vai apurar os crimes de lesão corporal e danos.
Agressão após reportagem 
A reportagem tinha acabado de fazer uma transmissão ao vivo no Jornal da EPTV 1ª Edição, por volta de 12h45, em uma passarela do km 188. Eles mostraram que a rodovia já havia sido liberada pelos caminhoneiros que estavam em greve.
Após o fim da transmissão, um grupo ainda não identificado foi até o local onde eles estavam, e iniciou as agressões.
Equipe se abrigou em casa
A repórter Patrícia Moser conseguiu correr para uma casa, mas o repórter cinematográfico Marlon Tavoni e o auxiliar de externa Janesi Rigo foram agredidos pelos homens.
Eles conseguiram correr até residência onde a repórter estava e a Polícia Rodoviária foi ao local.
Tavoni e Rigo tiveram ferimentos pelo corpo e foram atendidos por uma ambulância da Intervias. O auxiliar de externa foi atingido na cabeça e, por isso, foi encaminhado para Araras para realizar exames.
A concessionária informou que a área de operações, ao tomar conhecimento de ato de agressão de manifestantes contra a equipe de jornalismo da emissora que fazia a cobertura da paralisação na altura do KM 188 da rodovia Anhanguera acionou de imediato a Polícia Militar Rodoviária (PMrV), responsável por garantir a segurança dos usuários no trecho, e deslocou de forma preventiva um veículo de atendimento pré-hospitalar ao local, para prestar os primeiros socorros aos envolvidos.

Fonte: G1 São Carlos e Araraquara

Nenhum comentário:

Postar um comentário